Festival Salve Orixás tem inscrições abertas

Promovido pelo artista itaunense Moisés Pescador, o evento que valoriza a cultura afro-indígena brasileira oferece premiação de mais de R$ 30 mil reais em prêmios

Valorizar e reconhecer os talentos mineiros e nacionais que promovem a cultura afro-indígena através da música. Esse é o objetivo do Festival Salve Orixás, que oferece premiação em dinheiro, gravação de músicas e videoclipe, e inclusão das músicas selecionadas categoria II no CD do Festival. Promovido pela Empresa Moisés Pescador Cultura & Arte (MPCA), por meio da Secult-MG, o edital recebe inscrições até 27/01/2021.

Viabilizado pela Lei Emergencial Aldir Blanc através  da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais, o edital tem patrocínio da Secult-MG. Estão previstos mais de R$ 30 mil em prêmios, divididos em 2 categorias e 1 subcategoria. Cada artista selecionado poderá ser premiado com valores entre R$ 500,00 e R$ 3.500 reais.

Avatar.png

O presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB-MG, Gilberto Silva, aponta que o Festival Salve Orixás irá fortalecer a cadeia produtiva da música na cena da cultura afro-indigena brasileira. “Além de valorizar autores e intérpretes, a premiação vai revelar talentos que promovem a música afro-indígena brasileira, mostrando para Minas, o Brasil e o mundo a qualidade das obras musicais produzidas por afrodescendentes e indígenas”, diz.

Igualdade Racial.jpg

Categorias

Serão 2 (duas) categorias principais, uma contemplando artistas mineiros e outra contemplando também artistas de todo o território nacional, respectivamente, Categoria I - Afro-mineira e Categoria II - Afro-brasileira.

1. Categoria I - Premiação Afro-mineira (artistas mineiros)
2. Categoria II - Premiação Afro-brasileira (artistas nacional)
Sub-categoria - Revelação Local (Itaúna-MG e Região Centro-oeste)

O artista e empreendedor social Moisés Pescador, aprovou este evento na Lei Aldir Blanc e acredita que aplicar o prêmio na construção de políticas públicas de igualdade social é a melhor opção. Sendo assim o festival irá fortalecer principalmente artistas negros e indígenas.

Premiação

As premiações serão oferecidas preferencialmente para artistas que se autodeclaram negros/pardos e indígenas, e a prioridade das vagas podem ser visualizadas no quadro abaixo.

Quadro I.png

Serão premiados 24 pessoas que se autodeclaram negros e indígenas e 6 pessoas que se autodeclaram brancas

Quadro II.png

Resumo das premiações

1ª Fase - R$ 20.000,00 reais
2ª Fase - R$ 7.000,00 reais

Subcategoria - Revelação Local - Gravação de músicas e gravação de videoclipes (valor estimado de R$ 8.000,00 reais)

→ No Total, serão mais de R$ 30 mil reais em prêmios

Como participar

Poderão se inscrever artistas, compositores, músicos e intérpretes de qualquer idade, iniciantes ou profissionais, de todo o território brasileiro de acordo com a categoria. É vedada a inscrição de obras de artistas, músicos e intérpretes residentes em outros estados brasileiros na categoria Afro-mineira, mas compositores e intérpretes inscritos podem realizar parcerias de composição e/ou interpretação com artistas de outros estados da federação.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas por e-mail. Antes, o proponente deve obter no site www.moisespescador.com/salve-orixas a ficha de inscrição, que precisa ser enviada devidamente preenchida junto com a documentação necessária para o e-mail projeto.salveorixas@gmail.com. Além disso, é preciso enviar o vídeo em formato MP4 e de qualidade no mínimo 1080p e a música em formato WAVE (pronta para incluir no CD do Festival).

Confira o edital do Festival Salve Orixás e seus anexos neste link.

A Empresa Moisés Pescador Cultura & Arte (MPCA) é de responsabilidade do artista Moisés Pescador e está vinculada à Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult).

Contato

Qualquer dúvida sobre o edital e sobre o Festival Salve Orixás entre em contato conosco no e-mail oficial projeto.salveorixas@gmail.com.